Autoestima

AUTOESTIMA – O que é como aumentar para ter uma vida mais feliz

Mafalda Melo
Escrito por Mafalda Melo em janeiro 25, 2021
AUTOESTIMA – O que é como aumentar para ter uma vida mais feliz
Junte-se a mais de 82 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Autoestima

Ter autoestima elevada é a melhor maneira para se magoar menos e não sofrer tanto com os revezes da vida.

Mas, apesar de ser uma característica que existe em todas as pessoas, pode ser difícil manter o “amor por si mesmo” elevando o tempo todo.

É isso mesmo! Devido a várias circunstâncias que ocorrem na nossa vida, e até mesmo por ensinamentos que recebemos na infância podemos não ter autoestima.

E, é a partir disso que muitas pessoas desenvolvem problemas mais sérios, como depressão, ansiedade e várias síndromes emocionais.

O que é autoestima?

Como o próprio nome diz é a capacidade que temos de estimar/gostar/amar nós mesmos.

Dentro da psicologia está relacionada com a autoconfiança, a autoaceitação, mas é um conceito mais amplo, pois engloba uma séria de fatores que são inerentes à condição humana.

Atualmente é muito comum encontramos pessoas que possuem autoestima baixa, e muitas vezes para resolver isso precisam contar com a ajuda de profissionais.

O que realmente importa para elevar a autoestima é termos capacidade de nos conhecer profundamente, o que requer bastante coragem e disciplina.

É por isso que o processo de recuperação de si mesmo é longo, mas uma vez alcançado, fortalece o ser humano para o resto da vida.

Atualmente com o maior número de atividades e a necessidade de ter alta performance para se destacar é essencial se conhecer e gostar de si mesmo.

Principais sinais de que a pessoa tem baixa autoestima

autoestima

Às vezes deparamos com pessoas que não gostam de si mesmas, que vivem tristes, ou se comparando com as outras, esses são os principais indícios de alguém que tem autoestima baixa.

Outro sinal muito forte que aponta isso é quando a pessoa está sempre se colocando como a principal causadora de processos de conflito, seja entre familiares, ou até mesmo no trabalho.

Pessoas com autoestima baixa costumam não ligar para a aparência porque não sentem ânimo em fazer isso.

Em disputas pessoais geralmente desistem da luta porque já se declaram perdedoras, seja lá qual for o prêmio, ou conquista.

O pior disso tudo é que existem pessoas de inteligência acima da média que não se aprovam, mostrando que inteligência e o meio em que vivem não influenciam diretamente no que pensam de si mesmas.

Como melhorar a autoestima em 5 passos práticos

Agora que você já sabe o que é autoestima, e como reconhecer se tem, está na hora de conhecer algumas maneiras práticas e efetivas para elevar a sua e se sentir melhor.

Essas indicações podem ser feitas por qualquer pessoa, mas se o problema for persistente é importante procurar um profissional que fará um direcionamento mais assertivo.

1 – Fazer as pazes com o espelho

É o primeiro passo, e uma técnica ensinada por Louise Hay em seu livro “Você pode Curar sua Vida”.

Muitas pessoas que tem baixa autoestima não conseguem se olhar no espelho, ou quando se olham veem uma imagem diferente, feita, deformada, ou simplesmente vazia.

Adote a prática de se olhar todos os dias no espelho e dizer palavras agradáveis como “eu te amo”, “você é importante”, “você é inteligente”.

Escolha frases que ajudem a sair dos pensamentos de fracasso e desânimo.

Praticando isso todos os dias, conseguirá em pouco tempo melhorar muito o quadro de apatia.

2 – Praticar exercícios

Aqui a ideia não é perder peso, mas sim aproveitar a produção de hormônios do bem que são liberados quando fazemos exercícios.

Esses hormônios causam bem estar e ajudam a nos enxergar de uma forma mais positiva, permitindo localizar e eliminar os pensamentos que levam ao abandono de si mesmo.

Faça, nem que for uma caminhada de meia hora, todos os dias, e vai perceber a mudança em todos os sentidos para seu bem. 

3 – Ler sobre o assunto

Outra coisa muito boa para melhorar a autoestima rapidamente é ler e saber bastante sobre o assunto.

Além de ajudar no processo de autoconhecimento, saber mais sobre isso ajudará a reconhecer os gatilhos que fazem disparar o sentimento de rejeição.

Existem livros, canais no Youtube, e muito material disponível para quem deseja abraçar o processo de se conhecer e se aceitar.

Algumas sugestões de livros relacionados ao assunto Autoestima, você encontrará acessando o link abaixo:

Livros Autoestima

4 – Ser mais positivo(a)

o que é autoestima

Uma das características de quem tem autoestima baixa é pensar sempre no lado negativo das coisas.

Isso é ruim porque acaba deixando a mente focada nessa energia, trazendo mais eventos negativos para o momento de vida.

Sempre que perceber que um pensamento negativo surge, pare e tente ver o outro lado da situação, sempre existe um lado bom em tudo que acontece, e prevalecerá aquele que você der mais atenção.

5 – Parar de se comparar

Outra coisa comum que acontece é a pessoa se comparar com as outras, seja em beleza física, ou em conquistas, e até mesmo em produtividade.

Cada pessoa é um ser diferente, tem experiências diferentes, por isso não é necessário fazer comparação.

Às vezes você pode achar o outro mais bonito(a), e para largar esse conceito basta praticar bastante o passo número 1.

Desejo que esse artigo sobre autoestima, possa ajudar você a buscar se conhecer mais e com isso, ser mais feliz no seu dia a dia.

Olá.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.